in

Flamengo: Bruno Henrique dá a receita para amenizar tragédia do Ninho e polemiza

A tragédia do Ninho do Urubu, que matou 10 jovens jogadores do Flamengo, completa um ano neste sábado (8) e está cercada de polêmicas.

Publicidade

Muita gente criticou o posicionamento do Flamengo em relação a tudo que aconteceu em suas dependências. Um incêndio que começou de madrugada matou 10 e feriu outros tantos.

Jovens de 14, 15 e 16 anos perderam a vida na tragédia que é considerada a pior coisa que aconteceu ao Flamengo em mais de 100 anos de história.

Publicidade

Diretoria do Flamengo é criticada

A diretoria do Flamengo não se posiciona de forma clara e objetiva sobre o ocorrido. Na semana passada, o Esporte Espetacular, da Rede Globo, veiculou reportagem sobre o incêndio no Ninho do Urubu.

Publicidade

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, não concedeu entrevista. O dirigente respondeu a algumas perguntas em conversa com outros representantes do clube.

Publicidade

Bruno Henrique fala sobre a tragédia

Sem um posicionamento claro da diretoria, quem falou nesta sexta-feira (7) foi o atacante Bruno Henrique. O camisa 27 conversou com a imprensa sobre a tragédia do Ninho do Urubu.

“Vai ser uma dor para sempre. Completa um ano amanhã da tragédia. A gente sabe que a melhor forma de tentar amenizar um pouco essa dor é entrar em campo e vencer. Creio que o Flamengo tem pessoas competentes para lidar com esta situação fora de campo. Vamos dar o nosso melhor em campo para vencer. Só assim para amenizar esta dor”, comentou o atacante.

Nas redes sociais, algumas pessoas criticaram Bruno Henrique por ele ter dito que entrar em campo e vencer amenizaria a dor pelas 10 mortes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!