in

Palmeiras e o negócio de R$ 110 milhões para ter atacante Huck

O Palmeiras procura um atacante para jogar pelo lado de campo e fez uma consulta por Hulk. O brasileiro, que já se declarou palmeirense, defende o Shanghai SIPG, da China.

Publicidade

O futebol do país asiático está parado devido aos problemas com o coronavírus. O Palmeiras viu uma possibilidade que poderia facilitar o negócio e procurou o staff do jogador.

O problema é que dois fatores colaboram para a inviabilização do negócio no momento, para tristeza de Vanderlei Luxemburgo e da torcida do Palmeiras.

Publicidade

Palmeiras consulta Hulk e desiste

A diretoria do Verdão fez uma consulta a Hulk e concluiu que o negócio é inviável neste momento. O primeiro problema é que o atacante tem um acordo com o Shanghai. O seu contrato atual vence no fim do ano e há a possibilidade de renovar por mais um ano.

Publicidade

Outro problema é o salário de Hulk. Ele recebe 23,4 milhões de euros por ano. Em reais, o salário anual do jogador é de R$ 110,4 milhões. Ou seja, 9,1 milhões por mês.
Muito acima da realidade do Palmeiras e do futebol brasileiro.

Publicidade

Palmeiras segue em busca de atacante

Vanderlei Luxemburgo quer muito um atacante que jogue pelos lados do campo. Hulk cairia com uma luva na equipe. Aos 33 anos, o jogador acumula a experiência de anos na Europa e de ter defendido a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014.

Sem Hulk, o Palmeiras segue atrás de algum outro nome que possa reforçar a equipe e cumprir a função que Luxemburgo vê como muito importante. O Palmeiras tentou contratar Rony, do Athletico-PR, mas o negócio não avançou e o jogador permaneceu no Furacão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!