in

Ronaldinho se complica e Justiça do Paraguai tem suspeitas que podem render anos de cadeia

A situação de Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, não é nada fácil. Os dois estão presos no Paraguai desde domingo (8) e não há previsão de quando deixarão a cadeia onde estão, em Assunção, capital do país vizinho ao Brasil.

Publicidade

Os dois irmãos chegaram ao país no dia 4 de março. No Paraguai, eles receberam cédulas de identidade e passaporte falsos. Diversos órgãos do país seguem investigando o porquê de Ronaldinho e Assis terem estes documentos. A entrada no Paraguai é feita apenas com o uso do RG, devido ao acordo entre os países.

Ronaldinho é investigado no Paraguai

As informações que chegam no Paraguai não são nada boas para Ronaldinho e Assis. Os dois estão sendo investigados por diversos órgãos no país. O objetivo é descobrir porque os irmãos portavam documentos falsos. As suspeitas de momento podem levar Ronaldinho e Assis para a cadeia por muitos anos.

Publicidade

A principal suspeita do Ministério Público do Paraguai é a de que Ronaldinho e Assis tinham o objetivo de conseguir negócios ilegais no Paraguai. A trama pode envolver, inclusive, lavagem de dinheiro. A investigação no Ministério do Interior do país deve durar ao menos 60 dias.

Publicidade

Ronaldinho: de ídolo a preso

Ronaldinho marcou história no Barcelona, onde conquistou a Champions League de 2006. O jogador brilhou na equipe catalã e viu de perto o nascimento de Lionel Messi para o futebol. Na seleção brasileira, Ronaldinho disputou as Copas do Mundo de 2002 e 2006. A primeira ele ganhou. No Brasil, Ronaldinho foi revelado pelo Grêmio, no fim dos anos 1990, e brilhou no Atlético-MG, em 2013, quando conquistou a Copa Libertadores da América.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!