in

Globo tem prejuízo sem esportes para transmitir e clubes devem ficar sem receber

O futebol brasileiro está paralisado devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. A Rede Globo, que antes da paralisação anunciou que apoiaria todas as medidas das federações e confederações para combate ao coronavírus, não vai pagar a conta sozinha. A emissora pode ter prejuízos.

Publicidade

De forma básica, a Globo paga muitos milhões aos clubes para exibir o Campeonato Brasileiro, por exemplo, e fatura alto com a venda dos pacotes para patrocinadores. Em 2020, as cotas vendidas somaram a bagatela de R$ 1,8 bilhão aos cofres da maior emissora do pais.

Globo amarga prejuízo sem futebol

Ambev, Casas Bahia, Chevrolet, Hypera Pharma, Itaú e Vivo foram as empresas que desembolsaram milhões para comprar as cotas de patrocínio do futebol da Globo. A emissora ofereceu 85 jogos transmitidos ao vivo na TV mais aparições das marcas em telejornais. No Jornal Nacional, por exemplo, sempre entra o anúncio das marcas no intervalo antes da exibição dos gols da rodada. Mesma coisa com o Fantástico e outros jornalísticos.

Publicidade

Só que tudo está parando. Sem futebol não tem gols para mostrar e os patrocinadores devem estar reclamando. Em uma tacada só, a Globo ficou sem futebol para mostrar e ainda perdeu a Copa América, que foi mudada para 2021, e os jogos iniciais das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Publicidade

Prejuízo da Globo e dos clubes

Não é só a Globo que perde. A emissora depositou a primeira parcela referente ao Campeonato Brasileiro em março. A próxima não deve ser paga aos clubes até que o futebol recomece. Para os clubes isso é péssimo. Muitos deles mantém as contas em dia com o dinheiro da TV. Sem essa grana, as dificuldades serão muitas. Toda a cadeia do futebol foia afetada com a pandemia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!