in

Cruzeiro: presidente expõe financeiro do clube; ‘filial da Casa da Moeda’

A situação do Cruzeiro não é nada fácil e o presidente do clube, José Dalai Rocha, abriu o jogo sobre tudo em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, do Yahoo. Dalai Rocha expôs a triste situação financeira da equipe, que foi rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado.

Publicidade

A segunda década do século 21 caminhava para ser ótima para o Cruzeiro. O clube conquistou o Campeonato Brasileiro em 2013 e 2014 e a Copa do Brasil, em 2018. Em 2019, porém, a sorte mudou e a equipe acabou sendo rebaixada no Brasileirão depois de uma campanha pífia.

Presidente explica situação financeira do clube

A situação financeira do Cruzeiro ruiu e a queda para a Série B foi um dos efeitos colaterais dos gastos exorbitantes e descoordenados. “Tem histórias que você não acredita que possa ser realidade. Por exemplo, eu não vou falar a profissão, mas determinado funcionário ganhando R$ 5 mil e passa pra R$ 15 mil, R$ 20 mil. Teve salários foram aumentados, por exemplo, de R$ 7 mil para R$ 20 mil. De R$ 30 mil para R$ 80 mil. De R$ 80 mil para R$ 130 mil, como se nós tivéssemos uma filial da Casa da Moeda”, desabafou Rocha.

Publicidade

Todo o gasto fez com que o Cruzeiro vivesse a pior crise de sua história. Dentro de campo, a equipe jogará a Série B do Brasileirão. Fora das quatro linhas, enfrenta muitas dívidas e tenta montar um time que garanta o acesso à Série A. Situação nada fácil.

Publicidade

Cruzeiro deve R$ 600 milhões

O presidente do clube afirmou que as dívidas de momento giram em torno de R$ 600 milhões. O Cruzeiro responde processo na Fifa e precisa pagar à entidade entre R$ 50 milhões e R$ 60 milhões. A nova diretoria tenta provar que o Cruzeiro foi vítima das gestões anteriores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!