in

Verón revela que se tornou torcedor do Flamengo após ver ídolo rubro-negro jogar

Com uma bagagem vasta no futebol, acumulando passagens por Manchester United, Chelsea, Inter de Milão e Estudiantes, onde se tornou ídolo e atualmente preside o clube, o meia Juan Sebastián Verón escreveu sua história no futebol. Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo nesta terça-feira (28), o ex-jogador lamentou por não ter atuado no futebol brasileiro e revelou ter admiração pelo Flamengo.

Publicidade

Segundo “La Brujita”, ele passou a gostar e seguir o Flamengo após uma partida emblemática contra o clube da Gávea, que na época tinha o Maestro Júnior inspiradíssimo.

“E eu gostava e seguia o Flamengo. Joguei algumas vezes contra o Flamengo e havia um jogador que me ficou na cabeça e era o Júnior. Nos pegou um dia em La Plata e acabou com a gente, perdemos de 3 a 0. Jogava na ponta do pé. Sempre me lembrava desse jogador e dessa camiseta. Gostaria de ter jogado no Brasil”, disse Verón, que além dos clubes citados acima também teve uma passagem marcante pelo futebol italiano, atuando por Parma e Lazio, no início de sua carreira.

Publicidade

Possibilidade de vir ao Brasil

Verón ainda revelou que esteve bem próximo de realizar o desejo de vir atuar em nosso futebol, quando em 2008 quase acertou com o Santos.

Publicidade

Se não veio ao futebol brasileiro, Verón, no entanto, foi um verdadeiro carrasco de clubes nacionais vestindo a camisa do Estudiantes, o Cruzeiro foi um dos principais alvos.

Publicidade

Nome cativo na Seleção da Argentina, o ídolo da Albiceleste se aposentou dos gramados em 2014. Posteriormente, o ex-jogador foi eleito presidente do Estudiantes, em 2017 foi reeleito e ficará no clube de La Plata até 2020.

Publicidade
Publicidade
Publicidade