in

Palmeiras: com folha de R$ 14 milhões, salários do elenco e de Luxemburgo são reduzidos

O Palmeiras tem folha mensal de R$ 14 milhões e vive situação complicada devido a paralisação do futebol. Os jogos estão parados por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus. Sem atividades, os clubes têm prejuízos financeiros em várias frente.

Publicidade

A primeira dificuldade é a falta de dinheiro da TV. A Globo não pagou a última parcela referentes aos estaduais e nem deve pagar as parcelas referentes ao Campeonato Brasileiro. Sem jogos, os times não exibem os nomes de seus patrocinadores e correm de perdê-los. O Palmeiras, neste quesito, tem sorte porque mantém acordo com a Crefisa. Sócios-torcedores também deixam de pagar a mensalidade ou cancelam o serviço.

Palmeiras reduz salários em 25%

O Palmeiras definiu que vai reduzir salários de jogadores e do treinado Vanderlei Luxemburgo em 25%. Esta foi a forma encontrada pelo clube para diminuir a folha de salarial. Neste cenário, a folha de R$ 14 milhões cai para R$ 10,5 milhões. O valor continua muito alto. 

Publicidade

“Vivemos um momento de uma crise de grandes proporções no mundo. Vários segmentos estão sendo afetados e com o futebol não é diferente. Existem situações em que disposição e comprometimento são imprescindíveis para se chegar a um bom termo”, afirmou o clube em nota assinada pelo presidente Mauricio Galiotte.

Publicidade

O presidente do clube também elogiou a maturidade dos seus atletas em aceitar essa redução. Outros clubes trabalham para diminuir suas folhas salariais neste momento de crise não só no futebol, mas também em toda a cadeia produtiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!