in

Flamengo perde número expressivo de sócios-torcedores em meio à pandemia

O Flamengo teve um ano de 2019 inesquecível. Depois de ser campeão do Campeonato Carioca ainda sob o comando de Abel Braga, o Rubro-negro contratou Jorge Jesus e o treinador português fez a equipe jogar um futebol impressionante. Não à toa, o Fla conquistou dois títulos no segundo semestre.

Publicidade

Jogando um futebol empolgante, a equipe conquistou Copa Libertadores da América, depois de um hiato de 38 anos, e Campeonato Brasileiro, após 10 anos na fila. O mais impressionante é que as duas taças foram conquistadas no mesmo fim de semana de novembro.

Flamengo começou 2020 com tudo

Após um 2019 inesquecível, o Flamengo começou o novo ano de forma espetacular. Em fevereiro, três taças foram conquistadas. Primeiro a Supercopa do Brasil, em vitória por 3 a 0 sobre o Athletico-PR. Depois, ergueu a Taça Guanabara. Por fim, conquistou a Recopa Sul-Americana. No jogo de volta, no Estádio do Maracanã, venceu o Independiente del Valle por 3 a 0. A torcida fez a festa com tantos títulos.

Publicidade

Flamengo perde sócios-torcedores

Em março, a pandemia causada pelo novo coronavírus parou o futebol mundial. Depois de faturar R$ 950 milhões no ano passado, o clube carioca se viu diante da ausência de jogos e com uma folha de pagamento milionária para bancar todos os meses.

Publicidade

A crise tem afetado todo mundo e muitos torcedores cancelaram o plano de sócio-torcedor do clube. De acordo com o blog De Primeira, do UOL, o Flamengo tinha 130 mil sócios e já perdeu cerca de 22 mil. O número pode crescer nas próximas semanas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!