in

Zagueiro italiano detona Felipe Melo em biografia: ‘Era uma maçã podre’

Conhecido por não ter papas na língua e dono de um temperamento forte, o volante/zagueiro Felipe Melo está presente na biografia do zagueiro Chielini, e o italiano não economizou nas críticas ao ex-companheiro de Juventus. Antes mesmo de publicar a autobiografia, que deve sair nos próximos dias, o defensor revelou alguns episódios que estarão na obra em entrevista ao “La Repubblica”.

Publicidade

Chielini afirmou que durante a sua carreira conviveu com dois jogadores muito polêmicos, classificando a dupla como os piores que ele já trabalhou dentro do futebol: Balotelli e Felipe Melo.

“Balotelli é uma pessoa negativa que não tem nenhum respeito pelo grupo. Na Copa das Confederações de 2013 ele não nos ajudou em nada. No entanto, o pior era o Felipe Melo: o pior dos piores. Não aguento pessoas que não tem respeito e que são sempre do contra. Você sempre está à beira de brigar com ele. Eu disse aos dirigentes que ele era uma maça podre”, disparou o zagueiro da Azurra.

Publicidade

Felipe Melo defendeu as cores da Juventus por duas temporadas (2009 a 2011). Posteriormente, o volante se transferiu para o Galatasaray, onde se consolidou como ídolo, voltou à Itália para atuar pela Inter de Milão, e na sequência chegou ao Palmeiras.

Publicidade

Surpresa com Higuaín

Na entrevista, Chiellini revela que se surpreendeu positivamente o atacante Gonzalo Higuaín. Mesmo o odiando como rival, o defensor afirmou que o jogador argentino é generoso e que precisa de carinho para alimentar seu potencial. No momento, Higuaín tem seu futuro indefinido na Velha Senhora.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade