in

Flamengo: Landim sofre castigo após encontro com Bolsonaro e treino sem autorização

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, está no centro de uma grande polêmico neste momento. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o futebol brasileiro foi paralisado. O mandatário do Flamengo se reuniu com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nesta semana, em Brasília, e um dos temas do almoço foi a volta do futebol.

Publicidade

As competições estão suspensas em todo o Brasil desde março. O Campeonato Carioca foi paralisado no segundo turno. A Copa Libertadores foi suspensa após disputa da segunda rodada da fase de grupos. O Campeonato Brasileiro, que começaria em maio, não tem data para ser iniciado.

Flamengo volta aos treinos

O Flamengo voltou aos treinos na segunda-feira (18). Nesta quarta, o Globocop, helicóptero usado pela Rede Globo, filmou trabalho realizado em um dos campos do CT Ninho do Urubu. As imagens viralizaram e causaram polêmica nas redes sociais.

Publicidade

Oficialmente, prefeitura e governo da cidade e do estado do Rio de Janeiro não autorizaram a atividade realizada pelo Flamengo. Nesta quinta, os jogadores compareceram ao CT Ninho do Urubu. A imprensa não está autorizada a entrar no local.

Publicidade

Sede social do Flamengo amanhece pichada

A sede social do Flamengo, na Gávea, zona sul sul do Rio de Janeiro, amanheceu pichada nesta quinta. “Somos democracia”, “fascistas” e “time do povo” foram os dizeres escritos pelos vândalos. As mensagens parecem ser um claro recado a Landim, após encontro com Bolsonaro em Brasília. Muita gente se coloca contra a volta do futebol neste momento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!