in

Ex-presidente do Barça volta a falar sobre Neymar: ’20 pessoas trabalhando no contrato’

Após três anos da sua saída do Barcelona, o nome de Neymar volta a ser cogitado para retornar ao clube da Catalunha na próxima temporada. Em entrevista à RAC1, o ex-presidente do time blaugrano, Sandro Rosell, relembrou alguns bastidores de quando o craque foi contratado junto ao Santos.

Publicidade

O ex-mandatário acabou renunciando ao cargo em 2014 após ter sido acusado de fraude fiscal na compra do atacante. A divergência de valores na transação foi grande motivo de polêmica.

“Tínhamos 20 grandes profissionais trabalhando no contrato de Neymar, que estava bem feito. E nos culparam. Os 40 milhões de euros pagos ao pai de Neymar interpretam que é salário. E por isso há as multas. Afinal, quanto custou Neymar? Segundo o juiz, 17,1 milhões de euros. Para mim, 57,1 milhões de euros”, disse Rossell.

Publicidade

Todos os bastidores da transferência de Neymar ao clube catalão Sandro Rosell conta em seu livro que foi publicado nesta quinta-feira (28). O ex-mandatário blaugrano ainda detalha como passou os 645 dias preso, após ter sido acusado de lavagem de dinheiro. Após quase dois anos preso, Rosell ganhou a liberdade condicional no início de 2019, e posteriormente acabou sendo absolvido.

Publicidade

Futuro indefinido

Apesar de ter contrato com o Paris Saint-Germain até junho de 2022, Neymar tem um cenário de permanência ainda indefinido na equipe francesa. Quase que diariamente, a mídia europeia noticia novos desdobramentos de uma possível volta do craque ao Barcelona.

Publicidade

No momento, o atacante está no Rio de Janeiro respeitando a quarentena em sua residência em Mangaratiba. Nesta semana, o PSG concedeu férias coletivas aos jogadores, que devem retomar aos treinamentos no próximo mês, já projetando a disputa da Champions League, onde o clube está nas quartas de final após ter batido o Borussia Dortmund.

Publicidade
Publicidade
Publicidade