in

Caso Ronaldinho: advogado dá o que falar e faz críticas contundentes

Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis seguem presos no Paraguai e o mundo todo acompanha a epopeia do ex-craque do Barcelona e da seleção brasileira. Atualmente, Ronaldinho e seu irmão estão presos em regime domiciliar. Os dois estão hospedados em um hotel de luxo do centro histórico de Assunção.

Publicidade

Ronaldinho é um dos grandes nomes do futebol mundial neste século. A lista de conquistas explicam o que foi o jogador. Em 2002, ele foi campeão do mundo pela seleção brasileira. Em 2004 e 2005, vestindo a camisa do Barcelona, foi eleito o melhor jogador do planeta.

No futebol brasileiro, Ronaldinho se destacou ao ser revelado pelo Grêmio, no final dos anos 1990. No retorno ao Brasil, após longo período na Europa, conquistou a Copa Libertadores pelo Atlético-MG, em 2013. A conquista inédita é a mais importante da história do Galo.

Publicidade

Advogado de Ronaldinho critica MP do Paraguai

Ronaldinho está hospedado em hotel de luxo do centro de Assunção e não tem previsão de quando poderá voltar ao país. O jogador e seu irmão foram detidos por estarem com cédulas de identidade e passaporte falsos. Primeiro, ficaram presos na Agrupación Especializada.

Publicidade

Na Justiça, a defesa conseguiu levá-los para prisão domiciliar em abril. Mas, o advogado Sérgio Queiroz, que acompanha os brasileiros no Paraguai, não está satisfeito. Na quinta-feira (11), ele criticou duramente o Ministério Público do Paraguai.

Publicidade

“A prisão é manifestamente arbitrária e ilegal. O Ministério Público não possui nenhum elemento de prova para mantê-los privados da liberdade. Nenhum! Temos convicção de que em breve a verdade prevalecerá”, declarou Queiroz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!