in

Após duras reclamações de Renato, Gaciba se manifesta e pede respeito

O ex-árbitro Leonardo Gaciba é chefe da comissão de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e não gostou da forma como Renato Portluppi, treinador do Grêmio, se manifestou após partida do Imortal contra o Santos, na Vila Belmiro, neste domingo. O Grêmio perdeu por 2 a 1.

Publicidade

Os dois gols do Santos foram marcados de pênalti. Renato criticou a arbitragem e não poupou palavras. Gaciba, sem citar o treinador, criticou pessoas que, segundo ele, passaram da dose na hora de fazer alguma crítica.  O chefe de arbitragem da CBF deu entrevista ao Globo Esporte.

“Acima de tudo, críticas todos podem fazer. Fico feliz que as decisões técnicas estão sendo corretas. Isso é muito bom. Mas, independentemente de acerto ou erro, tem que manter o respeito. Um respeito mútuo, pois cobro dos meus árbitros. Eles devem respeitar para serem respeitados. Não estou falando de fatos específicos, mas a rodada como um todo algumas pessoas passaram da dose”, disse Gaciba.

Publicidade

O ex-árbitro disse ainda que algumas críticas passaram do normal, mas afirmou que não é seu papel cuidar desse assunto. Em seguida, Gaciba citou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). “Nossa função é continuar trabalhando”, afirmou.

Publicidade

Gaciba também explicou que não nenhum tipo de interferência na comissão de arbitragem, que tem total autonomia para trabalhar, segundo ele. Além de Renato Portaluppi, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, e o treinador do Bahia, Mano Menezes, também criticaram a arbitragem após rodada do fim de semana.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!