in

Grêmio mira meia do futebol europeu e define estratégia para negócio; jogador viria com salário de R$ 590 mil

Acompanhando de perto as movimentações do mercado da bola, a diretoria do Grêmio promete reforços para a sequência da temporada. Depois de encaminhar a contratação do centroavante Diego Churín, que atua no Cerro Porteño, o clube gaúcho foco como objetivo fechar com um meio-campista, e o alvo em questão já está definido. 

Publicidade

Depois da frustração com Cavani, o Imortal mira a aquisição de outro uruguaio. Trata-se do meia Gastón Ramírez, que atua na Sampdoria, da Itália. 

“Tenho cobrado bastante da direção, tenho conversado bastante. Sobre o meia, é difícil sempre ter que adaptar alguém no setor (…) Temos visto alguns jogadores e quem sabe a gente encontre esse meia. Eu já encontrei. Agora, a direção tem que se acertar financeiramente”, afirmou o técnico Renato Gaúcho em coletiva após o empate em 1 a 1 diante do América de Cali, pela Libertadores.

Publicidade

Investida detalhada

Na última sexta-feira (23), o jornalista Eduardo Gabardo, do GaúchaZH, trouxe informações sobre as tratativas envolvendo Gastón. No clube italiano, o jogador recebe 90 mil euros mensais (cerca de R$ 590 mil na cotação atual). Embora seja um valor alto, as cifras ainda estão dentro das reais condições do Grêmio.

Publicidade

O grande entrave do Tricolor será conseguir a liberação do meio-campista junto a Samp. O jogador de 29 anos possui contrato com o clube europeu até junho do próximo ano. Pelo fato do vínculo do atleta estar próximo de um fim com a Sampdoria, o Grêmio se vê otimista em um desfecho positivo da negociação, sem que seja obrigado a desembolsar altas cifras para obter a liberação do uruguaio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade