in

Corinthians monta lista de dispensa com pelo menos 10 jogadores; reformulação será em 2021

O Corinthians havia realizado uma reformulação no elenco no começo deste ano, com a intenção de dar mais tranquilidade ao ex-técnico Tiago Nunes. No entanto, nada disso adiantou e o clube vem sofrendo as consequências.

Publicidade

Nomes de peso e com grande história pelo Timão foram dispensados, pois a diretoria acreditava numa filosofia diferente. O volante Ralf, o atacante Vagner Love e o meio-campista Jadson foram alguns negociados no começo deste ano.

O péssimo plano da diretoria em modificar o esquema de jogo do Timão não surtiu efeito e causou sérios danos ao clube, que está mais preocupado em relação à zona de rebaixamento do que a classificação para a Libertadores.

Publicidade

Querendo mudar completamente o Corinthians na próxima temporada, o presidente eleito Duílio Monteiro Alves já traça seu planejamento para 2021. Desta forma, a lista de dispensa já está sendo composta e conta com nomes importantes.

Publicidade

O lateral-esquerdo Sidcley foi o primeiro a deixar o clube, em que tinha vínculo contratual de empréstimo até o fim do ano. Ainda tem outros três nomes muito próximos de saírem: Mauro Boselli, Michel Macedo e Renê Júnior.

Publicidade

A lista de dispensa promete ser muito grande e ainda não para por aqui. No entanto, ainda existem atletas que provavelmente serão negociados, como é o caso do volante Ângelo Araos, que perdeu espaço no clube.

Quem pode acompanhar o atleta chileno nessa lista é o meia Matheus Vital, que tem grande potencial de venda e não consegue demostrar um bom futebol no clube paulista.

Everaldo chegou a ganhar espaço com o técnico Vagner Mancini neste ano. Porém, o atleta não tem muita moral com a torcida, principalmente pela falta de qualidade com a bola nos pés, que é necessário para quem atua pelos flancos.

Caso não demostrem algo a mais nesta reta final da temporada, o zagueiro Marllon, os volantes Camacho e Thiaguinho, e o atacante Gustavo Mosquito, vão compor a lista de negociáveis.

Bruno Méndez, Ederson e Léo Natel podem não defender o Corinthians na próxima temporada. Eles não conseguiram agradar à diretoria, que pode emprestá-los ou até mesmo negociá-los de forma definitiva.

Para evitar um colapso financeiro, a gestão de Duílio projeta cortar gastos. Um dos gastos que serão evitados são os altos salários de jogadores do elenco. Além disso, a folha salarial será enxuta quanto antes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Vinicius Araújo

Redator i7 Network - Notícias do mundo do futebol.