in

Narrador polemiza ao rasgar folhas com números que mostram São Paulo melhor que o Grêmio: ‘Servem pra nada’

Grêmio e São Paulo se enfrentaram nesta quarta-feira (30), em Porto Alegre, no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil 2020. Fazendo valer o fator caso, o Tricolor gaúcho triunfou pelo placar de 1 a 0, e abriu vantagem para o embate de volta que ocorre na próxima semana, no Morumbi. Com a vitória mínima computada com um tento de Diego Souza, o Imortal joga pelo empate para chegar a mais uma final do torneio copeiro.

Publicidade

Logo após a partida do meio de semana, o narrador Gustavo Villani teve um posicionamento polêmico e inesperado no programa Troca de Passes, do SporTV Apesar dos visitantes apresentarem melhores índices nas estatísticas, como posse de bola, finalizações e chances mais claras de marcar, o jornalista rasgou um papel que apresentava a superioridade do time paulista no embate. 

Ao ler que o São Paulo chegou a ter 70% de posse de bola e finalizou nove vezes contra a meta de Vanderlei, enquanto o Grêmio arrematou somente três, o narrador rasgou o papel afirmando que as estatísticas “não servem para nada”:

Publicidade

Publicidade

Como fica?

Vitorioso no duelo de ida, o Grêmio de Renato Gaúcho joga por qualquer igualdade no Morumbi, nesta quarta-feira (30). Caso o São Paulo vença por um tento de diferença, a disputa vai para as penalidades. Para ficar com a vaga direta na finalíssima do torneio no tempo normal, os paulistas precisam vencer por dois ou mais gols de diferença.

Publicidade

Para o embate, o time do Morumbi não poderá contar com o lateral Reinaldo, que foi advertido com o terceiro amarelo no jogo da ida, e cumpre suspensão.

Quem passar de Grêmio e São Paulo encara o vencedor do embate entre Palmeiras e América-MG. No primeiro jogo realizado na capital paulista, o Coelho arrancou um empate e a definição ficou totalmente aberta para o Independência. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade