in

No rival? Atlético-MG entra na briga com o Grêmio para contratar jogador do Cruzeiro; oferta é revelada

A temporada 2020 ainda não acabou, mas as movimentações para o calendário do futebol deste ano já começou a todo vapor nos clubes no que se diz respeito ao mercado da bola. Protagonistas no cenário nacional desde o ano passado, Atlético-MG e Grêmio continuam com holofotes voltados pra si na busca por reforçar seus respectivos plantéis.

Publicidade

Diante do cenário de desacordo entre o Imortal e o Cruzeiro pelo lateral-direito Orejuela, o Atlético-MG resolveu entrar de vez na luta pelo atleta colombiano. De acordo com informações do Globo Esporte, o Galo procurou o arquirrival para fechar o negócio, que é visto pela Raposa como mais vantajoso em relação ao que foi apresentado pelo clube gaúcho. 

No ano passado, o Cruzeiro cedeu Orejuela ao Grêmio por empréstimo, fixando o negócio em 150  mil euros. Após o término do vínculo, no dia 31 de dezembro, o Imortal poderia exercer o direito de compra de 50% dos direitos econômicos do jogador que pertencem à Raposa.

Publicidade

Apesar das partes chegarem a ficar bem próximas da negociação, o acordo não avançou. Durante as tratativas, o Tricolor apresentou um novo modelo de proposta, mas reduzido, e com parcelamento do montante.

Publicidade

Segundo o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, o Cruzeiro chegou a dar o “sinal verde”, mas depois recuou do negócio. Neste ínterim, o clube gaúcho praticamente abriu mão da negociação, o que permitiu as investidas de outros clubes. Monitorando a situação, o Atlético-MG aproveitou brecha e agora tenta viabilizar a contratação, que pode ser a primeira da gestão do presidente Sérgio Coelho, recém-empossado. 

Publicidade

Detalhes

Ainda segundo o Globo Esporte, as duas diretorias rivais iniciaram as conversas. O Galo teria o interesse de fazer um investimento pouco acima dos 3 milhões para ficar com o lateral colombiano.

Vivendo um cenário delicado no aspecto financeiro e ciente que continuará na Série B em 2021, a diretoria do Cruzeiro precisa fazer caixa para arcar com os débitos e reequilibrar a situação econômica.

Publicidade
Publicidade
Publicidade