in

Atentado, derrotas e eliminações: São Paulo de Fernando Diniz sofre na reta final do Brasileirão

O São Paulo ainda tem chances matemáticas de ser campeão brasileiro. Vice-líder do Campeonato Brasileiro com 58 pontos, o time comandado por Fernando Diniz tem 4,6% de chance de levantar a taça da competição nacional. A chance de título chegou a ser superior a 80%.

Publicidade

O Tricolor iniciou o ano na liderança da competição, mas não foi bem nas cinco partidas que disputou em 2021: três derrotas e dois empates. Com dois pontos em 15 disputados, caiu para a segunda colocação na tabela de classificação.

O São Paulo não vence o Campeonato Brasileiro desde 2008, quando a equipe comandada por Muricy Ramalho conseguiu feito inédito e venceu a competição por três anos seguidos. O último título do Tricolor foi em 2012, o da Copa Sul-Americana.

Publicidade

Desde então, a equipe acumula eliminações. Os maiores feitos foram o vice-campeonato paulista em 2019 e a semifinal da Copa Libertadores da América em 2016. Naquele ano, o Tricolor foi eliminado pelo Atlético Nacional, da Colômbia, que sagrou-se campeão do torneio.

Publicidade

A má fase é tema de programas esportivos. O jornalista André Rizek, apresentador do Seleção SporTV, comentou o momento vivido pelo time dirigido por Fernando Diniz e recordou o atentado que a delegação do São Paulo sofreu no sábado (23) quando estava a caminho do Morumbi.

Publicidade

“O pacote é esse: atentado, derrotas, eliminações. O abatimento do São Paulo em campo dava dó. Não pela derrota, mas pela situação do clube. E ninguém merece passar por um atentado a caminho do trabalho”, afirmou o jornalista do SporTV. A torcida do Tricolor espera alguma reação nas próximas rodadas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!