in

São Paulo se movimenta no mercado e pode dar chapéu no Corinthians por meio-campista; cifras são milionárias

Iniciando uma nova gestão presidencial, o São Paulo está atento ao mercado para a próxima janela de transferências. Ídolo do clube do Morumbi, o ex-atacante Raí exercerá a função de diretor de futebol até fevereiro, quando será encerrada a temporada 2020. Diante disso, o presidente Julio Casares busca um nome para assumir o cargo no executivo. 

Publicidade

Entre os nomes cotados para suprir a lacuna de Raí, que irá tirar uns meses de descanso, estão Scuro, Rodrigo Caetano e Cerri. De acordo com o jornalista Paulo Vinícius Coelho (PVC), do Grupo Globo, o Tricolor já teria acertado com Rui Costa. Enquanto o anúncio oficial não é anunciado, Raí segue executando sua missão, e também observa algumas possibilidades no mercado.

Chapéu?

Sondado pelo São Paulo no ano de 2019, o nome do meio-campista Pity Martínez foi cotado para reforçar o time do Morumbi. De acordo com veículos sul-americanos, o jogador pode estar de saída do Al Nassr, da Árabia Saudita, por conta de atrasos salariais. 

Publicidade

A saída iminente do jogador animou torcedores de clubes como São Paulo, Corinthians, Grêmio, Flamengo, uma vez que estas equipes já manifestaram interesse pelo atleta. 

Publicidade

Oficialmente, o Pity Martínez ainda não se posicionou sobre seu futuro. Nos últimos meses, o São Paulo não voltou a reforçar o interesse na contratação do meia, que na temporada 2018 foi um dos grandes destaques vestindo a camisa do River Plate. Contudo, já é de conhecimento que o nome do jogador agrada a diretoria. 

Publicidade

Segundo o jornal El Gráfico, o futebol mexicano também pode surgir como possível destino de Pity.

Cifras altas

Um dos protagonistas no título do River Plate na Libertadores de 2018, o meia foi negociado para o Atlanta United, da MLS, e pouco tempo depois foi vendido ao Al Nassr por cerca de US$ 18 milhões de dólares (pouco mais de R$ 98 milhões, na cotação atual).

Publicidade
Publicidade
Publicidade