in

Medalhão deseja R$ 1 milhão para assinar com o Corinthians; diretoria tenta abaixar pedida

Radar Esportes / Band

Grande potência no futebol brasileiro, o Corinthians convive com o dilema de não poder gastar muito dinheiro em reforços para a próxima temporada. Contudo, o presidente alvinegro faz o possível para qualificar o elenco do técnico Vagner Mancini com peças importantes.

Publicidade

Caso se classifique para a Libertadores, o elenco corinthiano certamente passará por modificações. Alguns nomes já estão sendo especulados para saírem, pois o intuito da direção é se desfazer dos altos salários e abrir vagas para possível reforços.

O Timão está atento ao mercado da bola e vai aguardar por algumas oportunidades, como jogadores em fim de contrato ou que já estejam livres. Contudo, há também uma atenção em relação aos atletas que vem se destacando com a camisa alvinegra.

Publicidade

Quem ainda não tem situação definida no Corinthians para a próxima temporada é o zagueiro Jemerson. O clube não precisou realizar um alto investimento em sua contratação, mas topou pagar cerca de R$ 700 mil mensais e agora pode aumentar para R$ 1 milhão.

Publicidade

O defensor agrada ao técnico Vagner Mancini e forma dupla com Gil. Como começou a se destacar nos últimos jogos, Jemerson deseja um aumento salarial e essa situação não agrada muito à diretoria, que não descarta a possibilidade de descartar o beque na próxima temporada.

Publicidade

A quantia milionária pedida pelo zagueiro para estender seu contrato extrapola o teto de gastos estipulado pela direção corinthiana. Caso o jogador não aceite uma redução, sua saída do clube pode acontecer. Pelo menos é o que informa o jornalista Jorge Nicola.

Jemerson demostra total felicidade em estar defendendo o clube do Parque São Jorge, mas acredita que merece um reajuste salarial, já que aceitou reduzir sua pedida para chegar ao Timão, que acreditou em seu potencial mesmo em uma situação difícil para o atleta.

O Corinthians acertou a chegada do zagueiro em novembro de 2020, momento em que ele não vinha sendo aproveitado no futebol francês. Ambas as partes conseguiram chegar a um acordo financeiramente benéfico, onde foi possível assinar contrato até junho deste ano.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Vinicius Araújo

Redator i7 Network - Notícias do mundo do futebol.