in

Ademir aceita, mas América-MG recusa proposta do Palmeiras

Aos 26 anos de idade, Ademir sonha com o Palmeiras. Porém, o jogador poderia ter sua situação dificultada pelo América Mineiro. As tratativas pelo atacante brasileiro teriam esfriado entre os clubes e sua saída estaria mais difícil. No meio do impasse, o craque também teria recusado renovar com o América, batendo o pé para uma saída para o campeão sul-americano.

Publicidade

América recusou primeira proposta do Palmeiras por Ademir

De acordo com Superesportes, as negociações entre América e Palmeiras não estão evoluindo. O time mineiro não teria gostado da proposta do Verdão por Ademir. A oferta palmeirense estaria aquém do esperado pela diretoria do Coelho. No momento, as negociações não estão fechadas, mas também não estão evoluindo.

De acordo com responsáveis do América, pela proposta do Palmeiras, Ademir não sairá. Porém, as conversas servem para isso mesmo e tudo poderia ainda acontecer. O jogador também não estaria satisfeito, uma vez que esperava deixar o América e até veria com bons olhos essa saída para o time paulista.

Publicidade

Ademir está no América desde 2018 e vem sendo um dos destaques da Serie B. Como qualquer jogador, ele sonha com o patamar acima e estaria tentado em seguir com o Palmeiras. Porém, a proposta não seria suficiente para convencer o América. “Fizemos uma proposta de renovação para o Ademir e não aceitou. Em relação aos valores nas conversas iniciais (com o Palmeiras), não chegamos a um acordo. Tudo muito natural e respeitoso das duas partes. Não diria que a negociação está encerrada. Houve conversas e não chegamos a um acordo”, afirmou o responsável do América para o Superesportes.

Publicidade

Técnico do América revelou vontade de Ademir ir embora

O treinador do América revelou na semana passada que Ademir falou para ele que queria mesmo se mudar. O jogador tem ambições mais altas, que o técnico compreende. “Ele me ligou e explicou que o interesse dele era aceitar essas propostas que estão chegando, não foram uma ou duas, mas, sim, três ou quatro”, começou por falar Lisca.

Publicidade

O técnico sabe bem da importância de Ademir no América, mas também não vai querer segurar o jogador contra sua vontade. “Quando a mente está longe, focada em outro objetivo, o coração também vai. Eu acredito muito no coração e na paixão. No futebol, não adianta você segurar um jogador insatisfeito no clube por causa de uma questão financeira, porque as propostas são muito maiores. O América não consegue competir nesse momento com proposta salarial, financeira, luvas e todo esse aspecto”, disse o técnico americano. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade