in

Devido à pandemia, Palmeiras desiste de contratações

O Palmeiras vive um dos momentos mais delicados da pandemia. De acordo com o Globo Esporte, esse segundo ano de pandemia poderia ser mais difícil ainda que o primeiro para o Verdão. Em causa, podem estar negociações por vários reforços indicados por Abel Ferreira. Depois de Santos Borré, também nomes como Castellanos e Ademir podem ficar fora do elenco. O Palmeiras não tem as condições precisas para avançar com as negociações e estaria mesmo desistindo.

Publicidade

Palmeiras cancela negociações

Santos Borré, jogador do River Plate, foi falado publicamente até por Abel Ferreira. O jogador foi alvo de desejo do Alviverde, mas acabou ficando sem efeito. O Palmeiras se viu obrigado a desistir, por não ser capaz de cumprir com a proposta inicial, precisamente por causa dos efeitos da pandemia.

Entretanto, o clube paulista seguiu em frente com negociações por Ademir, do América-MG. Após os mineiros recusarem a proposta do Verdão, eles ainda subiram a oferta. Porém, com a paralisação do Campeonato Paulista e sem prazos para uma retoma, eles teriam cancelado tudo, segundo o Globo Esporte. O Palmeiras teria interrompido as negociações, por não saber quanto mais tempo a competição ficaria parada e quais as consequências econômicas da paragem.

Publicidade

Depois de Ademir, Palmeiras também interrompe por Castellanos

Agora, o mesmo acontece com as negociações com o Grupo City, pelo atacante Castellanos. O jogador do New York City, da MLS, seria o favorito para o ataque do Palmeiras. No entanto, a situação está mais delicada e o Palmeiras se vê obrigado em suspender contratações. No momento, o projeto passaria mais por tornar o elenco atual o mais competitivo possível, porque os reforços estão difíceis.

Publicidade

No plano esportivo, o Palmeiras viveu um ano muito bom no ano passado. Porém, quanto a receitas, o caso é bem diferente. O clube teria perdido perto de R$ 150 milhões em receitas, um tombo gigante nas contas do clube. Com essa paralisação, a cifra poderia subir até os R$ 200 milhões. E as negociações ficam cada vez mais incomportáveis para o clube.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade