in

Paulo Nobre fala sobre contratação de dois corintianos e diz que Palmeiras foi vendido para a Crefisa

Paulo Nobre assumiu a presidência do Palmeiras em 2013. À época, ele pegou a equipe quebrada financeiramente e teve que fazer um longo trabalho até conquistar a Copa do Brasil, em 2015, e o Campeonato Brasileiro, no ano seguinte. Atualmente, Nobre está rompido com a atual diretoria e com Leila Pereira, da Crefisa.

Publicidade

Em entrevista ao site Palmeiras Online, o ex-dirigente afirmou que o Palmeiras é pioneiro em quase tudo no futebol brasileiro. Segundo ele, o Verdão deveria virar clube-empresa. Em seguida, o ex-presidente afirmou que José Roberto Lamacchia, dono da Crefisa, quer fazer de sua mulher, Leila, a primeira presidente da história do clube.

“Parece que o Palmeiras já foi vendido sem ter entrado dinheiro. O Palmeiras ainda deve”, alfinetou Paulo Nobre. Leila é conselheira do clube e o caminho até a presidência está pavimentado. Segundo Nobre, a relação do Palmeiras com o patrocinador é bem diferente da época da Parmalat, em que havia uma cogestão.

Publicidade

Ex-presidente recorda contratação de corintianos

Em 2013, Paulo Nobre assumiu o Palmeiras e colocou dinheiro do próprio bolso para quitar dívidas do clube. Isso não o impediu de ser criticado. Naquele ano, ele contratou dois corintianos para a assessoria de imprensa da equipe. Na entrevista, Nobre falou sobre isso.

Publicidade

“Na minha gestão foi um escândalo quando em 2013 eu trouxe dois ‘gambás’ (forma pejorativa para falar de corintianos)”, disse Nobre. Segundo ele, o resultado foi bom e parou de haver vazamentos de informações. Os novos contratados, por não serem palmeirenses, agiam com menos paixão. Nobre disse ainda que não pergunta para que time jogadores e treinador torcem quando vai 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!