in

Após chegada de Rafinha, Nunes não aprova lateral, que está de malas prontas para deixar o Grêmio

TV Grêmio

Vivenciado uma maratona de jogos, alternando-se em competições diferentes neste início de temporada, o Grêmio tem tido que utilizar uma formação mesclada em algumas partidas para não sacrificar peças importantes no seu plantel. 

Publicidade

Recém-chegado ao Tricolor dos Pampas, o lateral-direito Rafinha admitiu que nunca tinha vivenciado algo parecido em quase duas décadas de profissional. 

O calendário do futebol brasileiro é muito largo, são muitos jogos, são muitas competições. É difícil (não poupar). O atleta brasileiro sofre com isso, temos que ser sinceros. Estou há 18 anos no futebol profissional e nunca havia passado por isso”, disse o experiente lateral, em entrevista à Rádio Gaúcha. 

Publicidade

De saída?

Além de Rafinha, o Grêmio conta com Vanderson e Victor Ferraz como opções para a lateral-direita. Mesmo diante da “overdose” de jogos, o presidente Romildo Bolzan sinaliza que não deve dificultar a saída de Ferraz do plantel do Imortal. As informações são do jornalista Diogo Rossi.

Publicidade

Com a chegada de Rafinha, o ex-lateral do Santos ficou com a situação ainda mais delicada na equipe comandada por Tiago Nunes. Quando Renato Gaúcho ainda era o comandante do Imortal, Ferraz já encontrava dificuldades para jogar e vinha sendo preterido na equipe sulista.

Publicidade

Oficialmente, o Grêmio não liberou Ferraz do grupo, mas já informou ao jogador que ele pode procurar um novo clube para defender.

Gre-Nal na final

Neste último fim de semana, Internacional e Grêmio fizeram valer o favoritismo frente Juventude e Caxias, respectivamente, e carimbaram vaga na grande decisão do Campeonato Gaúcho desta temporada. O Tricolor que já havia vencido o time grená por 2 a 1, fora de casa, voltou a vencer o adversário, desta feita por 2 a 0. Matheus Henrique e Ferreira marcaram no duelo que selou a vaga do Imortal para a finalíssima do certame.

Publicidade
Publicidade
Publicidade