in

Renato Portaluppi abre o jogo sobre saída do Grêmio e detona dirigente: ‘um monte de besteira’

Lucas Uebel / Grêmio

Renato Portaluppi abriu o jogo sobre sua saída do Grêmio em participação no programa Bem, Amigos, do SporTV, na noite desta segunda-feira (10). O treinador deixou o Tricolor após eliminação na terceira fase da Copa Libertadores da América.

Publicidade

Naquele momento, Renato se recuperava da Covid-19 e não dirigiu o clube contra o Independiente del Valle. No programa de Galvão Bueno, o ex-treinador do Grêmio contou que após a eliminação ouviu certas coisas de um dirigente do clube e não gostou.

No dia seguinte, a esposa de Renato ligou para ele pedindo que arrumasse as malas e voltasse para o Rio de Janeiro. “E aí me deu o estalo. Não vou ficar aqui escutando certas coisas de uma pessoa que não faz nada pelo clube, não entende nada, e fala um monte de besteira”, afirmou.

Publicidade

Renato também disse que por volta das 13h o presidente Romildo Bolzan ligou para ele. Neste momento, Renato teria dito que sabia que eles estavam em reunião e aproveitou para dizer que estava com a mala arrumada e de partida do Imortal Tricolor depois de mais de quatro anos à frente da equipe.

Publicidade

Renato não citou o nome do dirigente, mas garantiu se tratar de uma pessoa que tem vontade de ser presidente no clube, mas que não vai ser porque não tem condições para isso. Após saída de Renato, o Grêmio contratou Tiago Nunes para a função de treinador.

Publicidade

Renato segue de férias no Rio de Janeiro. Recentemente, ele teria recebido proposta para trabalhar no Santos, mas não houve acordo financeiro entre as partes e o Peixe acabou contratando Fernando Diniz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!