in

Cifras milionárias: detalhes do contrato de Douglas Costa vem à tona; valores podem dobrar

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/DOUGLAS COSTA

Após uma longa novela que se arrastou pelos últimos meses, o Grêmio oficializou a contratação do meia-atacante Douglas Costa, de 30 anos. Fora do país por mais de uma década, o atleta acertou seu retorno ao Tricolor por empréstimo, diante da liberação da Juventus. O contrato entre as partes ainda prevê uma renovação automática.

Publicidade

Para acertar seu regresso ao clube que o despontou para o futebol, Douglas Costa chegou a rechaçar ofertas recebidas com valores superiores, e teve que adequar à proposta oferecida pela diretoria do Imortal. 

O atleta de 30 anos abriu mão de tudo que ainda iria receber na Velha Senhora até o encerramento do seu vínculo com o clube nerazzurri, que iria até junho de 2022, e ainda descartou propostas ofertadas por outros clubes, evitando até mesmo abrir conversas. 

Publicidade

Cifras salariais 

De volta ao Imortal, Douglas receberá um salário-base de R$ 800 mil. O contrato, no entanto, prevê uma cláusula de produtividade. Ou seja, o Grêmio se comprometeu a pagar bonificações por metas atingidas pelo meia-atacante. É uma espécie de contrato de segurança, uma vez que o atleta tem um histórico delicado com lesões. 

Publicidade

Segundo o jornalista Eduardo Gabardo, do GaúchaZH, o Grêmio já fixou um bônus caso Douglas Costa seja escalado como titular e atue, ao menos, 45 minutos em 60% dos jogos na temporada. Se esta meta for atingida, o salário do meia-atacante saltará para R$ 1,2 milhão. 

Publicidade

No contrato selado, ainda há um outro gatilho, de meta por produtividade. Atingindo isso, Douglas Costa pode dobrar os vencimentos do salário-base e ser o atleta mais bem pago do futebol brasileiro, superando Gabigol e Daniel Alves.

Publicidade
Publicidade
Publicidade