in

Após lobby e pedido de jogadores, vice de futebol do Grêmio bate o martelo sobre chegada de atacante badalado

Lucas Uebel - Divulgação - Grêmio

Com boas cifras em seus cofres após executar vendas milionárias de seus talentos, o Grêmio segue atento ao mercado da bola, mesmo após ter anunciado a contratação do meia-atacante Douglas Costa, de 30 anos, tido como o principal reforço do futebol nacional nesta temporada.

Publicidade

Diante de um calendário frenético de jogos, alternando-se entre Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro, a cúpula diretória do Imortal tenta viabilizar a chegada de reforços pontuais para o plantel do técnico Tiago Nunes. 

Recentemente, um dos nomes que passou a ser ventilado no Tricolor dos Pampas foi o do atacante Alex Teixeira, que atualmente está no futebol chinês, mais precisamente no Jiangsu Suning. Cria da base do Vasco, e com passagens pelo Shakhtar Donetsk, o jogador não renovou seu contrato, e em fevereiro chegou a ser oferecido ao Grêmio e Palmeiras.

Publicidade

Segundo informações ventiladas, medalhões no elenco atual do Grêmio chegaram a fazer um “lobby” junto à diretoria para pedir a contratação do meia-atacante.

Publicidade

Vice de futebol crava cenário 

Diante de toda a repercussão formada, o vice de futebol do Grêmio, Marcos Herrmann, resolveu se pronunciar, e colocou um ponto final nas especulações. De acordo com o Portal do Gremista, o dirigente classificou o alto salário de Alex Teixeira como fora da realidade do clube sulista. 

Publicidade

A chegada de Douglas Costa já impacta ao Imortal um expressivo gasto. Caso cumpra todas as metas estabelecidas, o salário do jogador, fixado em R$ 800 mil, pode dobrar, representando assim o maior vencimento do futebol nacional. 

Copa do Brasil 

Repleto de desfalques por conta da Covid-19, o Grêmio entra em ação nesta quarta-feira (2), às 16h30, quando debuta na Copa do Brasil, fase de oitavas de final, encarando a equipe do Brasiliense, em Porto Alegre.

Publicidade
Publicidade
Publicidade