in

Cristiano Ronaldo faz Coca-Cola ter prejuízo de 4 bilhões de dólares

Depois de entrevista realizada pelo Cristiano Ronaldo, as ações da Coca-Cola caíram

Reprodução/ISTOÉ Independente

Ao realizar uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (14), Cristiano Ronaldo retirou duas garrafas de Coca-Cola que estavam à sua frente e aconselhou que se beba água. O ato do astro de futebol logo viralizou nas redes sociais e acabou não fazendo muito bem para a imagem da empresa de refrigerante.

Publicidade

Sobre a entrevista de Cristiano Ronaldo

Nesta segunda, Cristiano Ronaldo fez uma entrevista a respeito da partida pela Eurocopa que ocorria hoje entre Hungria e Portugal. Ao se sentar na bancada para a entrevista, Cristiano ficou incomodado com duas garrafas de Coca-Cola colocadas sobre a mesa. 

Publicidade

O astro pegou as duas garrafas e afastou elas de perto e fez questão de demonstrar a sua decisão aos repórteres que estavam presente na sala de entrevista. Ainda não satisfeito com o gesto, o português disse “Agua!” levantando sua garrafa com água para o alto aconselhando o consumo dela em vez do refrigerante.

Publicidade

Ações da Coca-Cola após ato de Cristiano Ronaldo

Qualquer fala ou gesto de Cristiano Ronaldo sempre gera grande repercussão na mídia e desta vez não foi diferente. Nesta terça-feira (15), as ações da Coca-Cola caíram alguns bilhões de dólares por causa da atitude do jogador na entrevista. 

Publicidade

Ao abrir o mercado de ações, a marca de refrigerante começou em queda que gerou um prejuízo de aproximadamente 4 bilhões de dólares para os seus acionistas. As ações da Coca-Cola desvalorizaram 1,66% em relação ao valor inicial do dia.

As ações da empresa eram avaliadas em 56,10 dólares e com a queda passou a valer 55,22 dólares. A Coca possuía um valor de mercado de 242 bilhões de dólares e agora passou a valer 238 bilhões.

Publicidade
Publicidade
Publicidade