in

Palmeiras vive clima tenso após indiretas de Abel Ferreira à diretoria

O Palmeiras tem momento tenso após indiretas entre Abel e o presidente pela imprensa.

(Divulgação/Palmeiras)

O Palmeiras sofreu uma dura derrota para o RB Bragantino na noite de quarta-feira (23), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O alviverde perdeu por 3 a 1 para o Massa Bruta. Contudo, o que chamou a atenção não foi apenas a fraca atuação da equipe, mas sim as reclamações do técnico português Abel Ferreira, que criticou duramente a diretoria pela falta de empenho de montar uma equipe qualificada, como fora pedido por ele há alguns meses.

Publicidade

Em resposta, o presidente Maurício Galiotte não gostou nada da fala do treinador, e iniciou uma espécie de “bate-boca” pela imprensa. 

Palmeiras tem clima tenso entre presidente e treinador

A relação, que já vem desgastada há algum tempo, parece ter piorado nas últimas horas após a declaração de Abel Ferreira na coletiva pós-jogo, quando justificou a derrota para o RB Bragantino. “O Palmeiras precisava de jogadores para a Recopa, Supercopa, final do Paulista”, disse o treinador. Eu não conto com reforços. Há muito tempo fiquei sem esperanças“, reforçou Abel, lamentando a derrota para a equipe de Bragança Paulista, mas ao mesmo tempo ressaltando os atributos do adversário como fatores para a derrota alviverde.

Publicidade

Entretanto, nesta quinta-feira (24), o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, concedeu uma entrevista ao SporTV, para comentar as declarações de Abel Ferreira. “Não agrega, ela (declaração) não soma. Até porque ele sabe de todos os detalhes“, respondeu Galiotte. “Óbvio que o relatório de futebol é importante, mas também é importante o administrativo, o financeiro“, justificou ainda o presidente.

Publicidade

De acordo com Galiotte, os dirigentes convocarão uma reunião com a comissão técnica e os jogadores para colocar um ponto final no assunto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade