in

Grêmio fala em mudanças no trabalho para ‘decolar’ e ‘fato novo’ é revelado

O Grêmio tropeçou mais uma vez no Brasileirão 2021, e agora se complica na competição.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio perdeu para o Juventude por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (30), em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro de 2021. A equipe do técnico Tiago Nunes sucumbiu ao bom jogo tático da equipe de Caxias do Sul, não conseguiu criar e acabou sofrendo dois gols em falhas individuais da defesa.

Publicidade

Com o resultado, o Grêmio se mantém na lanterna do Brasileirão 2021, com apenas dois pontos conquistados em 18 possíveis. Com dois jogos a menos, o Tricolor ainda não conseguiu mostrar poder de reação no torneio e a pressão sobre Tiago Nunes só aumenta.

Após a partida, uma coletiva foi coordenada por Marcos Herrmann, Tiago Nunes, e Romildo Bolzan, que garantiram confiança no trabalho feito atualmente.

Publicidade

Grêmio quer ‘fato novo’ urgente

Durante a coletiva pós-jogo, uma expressão muito mencionada, principalmente por Marcos Herrmann, foi sobre a necessidade de um “fato novo” para garantir o retorno das vitórias ao clube gaúcho. “Precisamos de um fato novo, mas não será a saída da comissão técnica”, destacou o vice-presidente de futebol em sua fala pós-jogo, garantindo a confiança na comissão técnica.

Publicidade

Na contramão de Herrmann, que não quis falar sobre qual seria o dito “fato novo”, Romildo Bolzan, quando questionado sobre o tal “fato novo” que faria o Grêmio decolar na competição, não titubeou. “O fato novo é a vitória. Ou ganhamos um jogo ou começamos de novo o trabalho”, disse, enfático, o presidente.

Publicidade

O Grêmio tem como próximo compromisso a partida contra o Atlético-GO, no domingo (4), quando precisará urgentemente vencer para sair da situação atual.

Publicidade
Publicidade
Publicidade