in

Grêmio abre o jogo sobre dispensas e contratações de jogadores

Durante a coletiva pós-jogo contra o Juventude, o presidente Romildo Bolzan falou sobre o elenco.

(Lucas Uebel/Grêmio)

Mesmo após a derrota por 2 a 0 para o Juventude, o Grêmio decidiu bancar a permanência de Tiago Nunes como treinador da equipe. Ainda que o Tricolor ainda não tenha conseguido vencer na competição, o presidente Romildo Bolzan garantiu que mudanças abruptas não fazem parte do projeto atual do Grêmio, que mira o longo prazo. 

Publicidade

Dessa forma, o presidente acabou também tocando no assunto que envolve contratações e dispensas de jogadores, visto que, além de necessidades na equipe titular, como um meia-armador e um lateral-esquerdo, o Grêmio ainda precisa conviver com críticas da torcida por jogadores já desgastados no elenco gremista.

Grêmio garantiu confiança no projeto

Um dos jogadores contestados pelo torcedor, Paulo Victor, já foi preservado e não deve atuar mais pelo clube. Além de Paulo Victor, Bruno Cortez, Paulo Miranda e Lucas Silva são alguns dos “cascudos” que constantemente são alvos dos torcedores nas redes sociais.

Publicidade

Publicidade

Ao longo da noite de quarta-feira (30), durante a partida, o nome da vez foi Paulo Miranda, que recuou mal uma bola para o goleiro Chapecó e recebeu uma chuva de críticas dos torcedores no Twitter.

Publicidade

Questionado sobre dispensas, o presidente Romildo Bolzan garantiu que não há a possibilidade de jogadores deixarem o clube, a não ser que propostas de fora cheguem. “Está possibilidade não existe. Se sair algum jogador será por negociação“, disse Romildo.

Contudo, o presidente garantiu que a busca por reforços deve se intensificar nos próximos dias. “Obviamente queremos reformular o elenco, com mais jogadores novos”, destacou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade