in

Como Renato Portaluppi virou ‘assombração’ no Grêmio

A saída do treinador gerou incômodo entre jogadores, que sentem falta do comandante.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio mantém o mistério sobre o nome do novo treinador após a saída de Tiago Nunes depois da derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO em casa. O clube decidiu fazer a manutenção de Thiago Gomes como o interino, que deve comandar o Tricolor nas partidas diante de Palmeiras, na quarta-feira (7), e diante do Internacional, no sábado (10).

Publicidade

Contudo, apesar do voto de confiança no técnico Thiago Gomes, o fantasma de Renato Portaluppi segue rondando a Arena do Grêmio.  Isso porque, após a queda de Tiago Nunes, o nome do ídolo tricolor ganhou força internamente, embora com algumas ressalvas.

Renato era nome forte do grupo de jogadores

Segundo informações apuradas, os jogadores do Grêmio teriam pedido o retorno de Renato Portaluppi. O treinador, que fez parte da montagem do elenco atual, recebeu o aval dos atletas, porém, no conselho, o nome do treinador sofreu certa resistência de uma parcela que preferia Luiz Felipe Scolari para comandar a equipe.

Publicidade

O presidente Romildo Bolzan tentou a todo custo convencer o conselho a aceitar Renato novamente, mas sem sucesso. No momento, o fantasma de Renato apenas seguirá assombrando os corredores da Arena, pois tudo pode mudar com uma eventual derrota para o Palmeiras e uma má atuação em São Paulo.

Publicidade

De acordo com debate interno, há a ideia de que uma eventual derrota faria crescer a pressão, e a contratação de Renato não estaria descartada, pois não é a intenção do Grêmio jogar um clássico com um técnico interino na casamata. O jogo contra o Palmeiras é visto como um divisor de águas internamente no Grêmio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade