in

É hora de trazer Calleri? Dívidas do São Paulo chegam a R$ 600 milhões

Tricolor trabalha para contratar atacante argentino mesmo com as altas dívidas.

Instagram Julio Casares / Rubens Chiri

Jonathan Calleri é idolatrado por parte da torcida do São Paulo. O atacante defendeu o Tricolor em 2016 e foi um dos grandes responsáveis por levar o time à semifinal da Copa Libertadores da América. Nas 31 partidas que disputou com a camisa 12 do São Paulo, Calleri marcou 16 gols.

Publicidade

Livre no mercado desde que deixou o Osasuna, no dia 30 de junho, Calleri foi procurado pelo São Paulo. Nesta terça-feira (6), o atacante disse “sim” ao Tricolor, mas o negócio ainda depende do Deportivo Maldonado, clube uruguaio de empresários que contratou Calleri em 2016 e desde então o repassa a outros clubes.

Nas redes sociais, muitos são-paulinos estão empolgados. Os atacantes Pablo e Vitor Bueno não têm agradado e os torcedores querem muito a contratação de Calleri. As últimas informações mostravam que os empresários do jogador não estavam satisfeitos com os valores oferecidos pelo time brasileiro.

Publicidade

Dívida do São Paulo passa de R$ 600 milhões

Em meio a crise financeira no São Paulo, com dívidas superiores a R$ 600 milhões, o presidente Julio Casares foi eleito prometendo que agiria com austeridade econômica para não aprofundar ainda mais as finanças do clube. A oferta do São Paulo por Calleri inclui o início do pagamento do valor acertado com o Deportivo Maldonado a partir do ano que vem.

Publicidade

Além disso, o Tricolor quer contratar o atacante em definitivo. É hora mesmo de gastar dinheiro com Calleri? Para boa parte da torcida, a resposta é sim. Sem concorrência, o negócio tem grandes chances de se tornar realidade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!