in

No Grêmio, medalhões começam a perder espaço no time titular

O Grêmio começa sua pequena reformulação em meio à temporada e passa a dar mais oportunidades a jovens.

(Lucas Uebel/Grêmio/Fotomontagem/Mateus Guimarães)

O Grêmio começa a engrenar chances aos jovens da base neste meio de temporada. Com o desfalque de nomes importantes do elenco principal, o clube tem recorrido às promessas que pedem espaço e tomam o lugar dos medalhões na equipe titular.

Publicidade

Com problemas para escalar a equipe devido a desfalques, Felipão tem recorrido a nomes das categorias de base do clube. Para suprir a ausência de Douglas Costa, por exemplo, Scolari optou por Léo Pereira, enquanto que, na saída de Matheus Henrique, Felipão assumiu o risco e escalou Victor Bobsin.

Contudo, as substituições não param por aí e novos nomes começam a surgir com força no elenco tricolor.

Publicidade

Grêmio abandona medalhões e aposta nos jovens

O primeiro grande destaque é Gabriel Chapecó, goleiro de apenas 21 anos, que assumiu a titularidade com a ausência de Brenno. Se no primeiro momento a ideia era dar mais minutos a Paulo Victor, o Grêmio decidiu abandonar a ideia e abraçar Chapecó, que se mostrou seguro em todas as oportunidades que esteve em campo.

Publicidade

Além do jovem arqueiro, quem começa a tirar espaço de um nome no cenário do futebol mundial é Vanderson, que parece estar liderando a corrida contra Rafinha. O lateral-direito de apenas 20 anos bancou o experiente de 35 e parece ter assumido de vez a condição de titular de Scolari.

Publicidade

Por fim, a grande surpresa fica para Fernando Henrique, que ganha pontos com Felipão para ser o substituto de Thiago Santos. O jovem bancou Lucas Silva na ausência do titular e agora ganha pontos com a torcida e com o treinador.

Para o confronto contra a LDU, nesta terça-feira (20), o trio será titular novamente, vendo os jogadores experientes no banco de reservas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade