in

São Paulo gasta fortuna com jogadores contestados; valores atingem R$ 76,5 milhões

Em levantamento realizado pelo portal Arquibancada Tricolor, São Paulo gasta altos valores por jogadores criticados.

(Rubens Chiri/São Paulo FC)

O São Paulo venceu o Vasco por 2 a 0 na noite de quarta-feira (28), em confronto válido pela Copa do Brasil. Um nome que chamou muita a atenção foi o do colombiano Orejuela. Quando já se noticiava a presença de Igor Vinícius no time titular, o técnico Hernán Crespo surpreendeu a todos e decidiu assumir a bronca e colocar Orejuela no lado direito.

Publicidade

As boas temporadas por Cruzeiro e Grêmio não se refletem no São Paulo em 2021. Contudo, o jogador mostrou na noite de ontem que pode ser bastante útil ao Tricolor paulista, recebendo inúmeros elogios da torcida nas redes sociais.

A bronca da torcida com o colombiano diz respeito ao valor pago pelo clube paulista ao Cruzeiro. No total, foram R$ 13,5 milhões pagos aos mineiros. O jogador, no entanto, não tem correspondido à altura, o que tem gerado incômodo nos torcedores. A partida diante do Vasco poderá ser um divisor de águas, capaz de elevar a confiança do colombiano e renovar a esperança da torcida no lateral-direito.

Publicidade

São Paulo já pagou muito por outros criticados

A história não começa com Orejuela. Recentemente, o São Paulo vem gastando valores considerados altos por reforços que acabaram contestados pela torcida. O mais recente foi o lateral-direito Orejuela, mas em 2019 o Tricolor desembolsou R$ 26 milhões para ter Pablo, então destaque do Athletico Paranaense.

Publicidade

Já em 2018, o São Paulo fez um investimento pesado em Éverton Cardoso, do Flamengo, pagando R$ 15 milhões. O jogador, em 2020, foi envolvido em uma troca com o Grêmio pelo centroavante Luciano, jogador bastante querido pela torcida. 

Publicidade

Por fim, em 2017, o São Paulo fez um alto investimento no zagueiro Maicon, que vinha sendo um dos melhores do Brasil na posição. Ao todo, o clube paulista desembolsou R$ 22 milhões no jogador. Após a compra, porém, o defensor acabou não repetindo as mesmas atuações e posteriormente foi vendido à Europa.

Nos últimos 5 anos o São Paulo gastou R$ 76,5 milhões em jogadores contestados pela torcida, o que tem gerado um desgaste e desconfiança dos torcedores com a diretoria do Tricolor.

Publicidade
Publicidade
Publicidade