in

Jogador do Flamengo quis se matar em 2020 e mantém tratamento: ‘Queria saber como era me jogar do prédio’

O jogador falou abertamente sobre seu estado de depressão e afirmou estar recebendo o tratamento psicológico adequado.

Alexandre Vidal/Divulgação Instagram Oficial do Flamengo

O Flamengo vem investindo pesado em reforços desde a temporada de 2019 e alcançou resultados importantes com o técnico Jorge Jesus e também com seus sucessores. Dentre os nomes contratados estava Michael, que custou mais de 30 milhões de reais aos cofres do clube.

Publicidade

Jogador do Flamengo revela depressão

O atacante Michael, de 25 anos, foi um dos destaques do Goiás no Campeonato Brasileiro de 2019 e acabou sendo vendido ao Flamengo em 2020. O jogador chegou ao time carioca sob muitos holofotes e prometia trazer alegria aos torcedores em campo.

O desempenho apresentado em seu primeiro ano acabou não agradando e, sob grande pressão por parte da torcida, Michael acabou sofrendo com uma doença que atinge milhões de brasileiros: “Eu tive depressão no ano passado, sofri muito com isso. Na época, eu estava no hotel e quis me suicidar. Me veio pensamentos ruins e eu queria saber como era me jogar do prédio.”, revelou o atacante.

Publicidade

O atacante chegou a tentar uma rescisão contratual com o clube, mas recebeu apoio dos integrantes da comissão rubro-negra e também do técnico Jorge Jesus. Hoje, em melhor estado, Michael afirmou que faz tratamento e é grato ao Flamengo.

Publicidade

“Comecei a fazer psicólogo, psiquiatra. Hoje, eu continuo fazendo, mas apenas uma vez na semana. Sou muito grato pelo que fizeram por mim.”, completou em entrevista ao canal Barbaridade.

Publicidade

Destaque em 2021

Após a chegada do técnico Renato Gaúcho ao Flamengo, Michael vem ganhando espaço no time e passou a se destacar quando recebe suas oportunidades. O jogador até marcou gols importantes e se tornou peça chave para o novo treinador.

Publicidade
Publicidade
Publicidade