in

São Paulo: Crespo fala porque deixou Benítez no banco de reservas e insegurança de Arboleda

São Paulo sai na frente, mas cede empate com o Palmeiras na Copa Libertadores da América.

REPRODUÇÃO/SÃO PAULO TV

Nesta terça-feira (10), o São Paulo ficou no empate contra seu rival Palmeiras pela Copa Libertadores. Com o resultado de 1 a 1 no Morumbi, o Tricolor Paulista agora terá que conseguir a classificação fora de casa na próxima terça-feira (17).

Publicidade

Situação do São Paulo

Hernán Crespo comandou o São Paulo nesta terça-feira (10) e frustrou os planos da torcida ao sair apenas com um empate do Morumbi. Pelas semifinais da Copa Libertadores, a decisão ficará para o próximo confronto, porém na casa do Palmeiras.

A grande surpresa para o São Paulo foi na escalação do time titular. O técnico Crespo optou em deixar o meio-campista Martín Benítez, de 27 anos, de fora da equipe titular. O jogador é referência na equipe, mas já faz três confrontos que não entra em campo.

Publicidade

Além disso, ele ficará de fora contra o Grêmio, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Com lesões e suspensão, o meia não consegue engrenar sua efetiva participação na equipe principal.

Publicidade

Entrevista de Hernán Crespo pós-jogo

Hernán Crespo revelou o que levou a deixar Martín Benítez no banco de reservas. Segundo o comandante do São Paulo, todos os confrontos possuem uma análise estratégica e que outras possibilidades fizeram escolher o que achava melhor para o jogo decisivo.

Publicidade

Ele ainda afirmou que acreditou que outros atletas poderiam jogar. Além do argentino, o técnico falou sobre a substituição do zagueiro Arboleda, que acabou de voltar de lesão e foi retirado da partida durante o intervalo do jogo.

Crespo afirmou que o defensor não estava se sentido seguro e que sua decisão naquele momento foi em poupar o jogador.

Publicidade
Publicidade
Publicidade