in

Douglas, ex-Grêmio, defende contratação de estrangeiros no clube, mas faz ressalva: ‘engordou 8 kg’

Em entrevista, o ex-meia e ídolo do clube defendeu a contratação de estrangeiros, mas faz ressalva.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio tem focado na contratação de jogadores estrangeiros na atual janela de transferências. Com um histórico positivo de grandes nomes no mercado sul-americano, o Tricolor decidiu se lançar nos países vizinhos e fazer contratações capazes de saltar a qualidade atual da equipe comandada por Luiz Felipe Scolari.

Publicidade

Recentemente o Grêmio anunciou o centroavante Miguel Borja e o volante Mathias Villasanti, mas vive a dificuldade de fechar a negociação do colombiano Jaminton Campaz, de 21 anos.

Douglas comenta ‘onda’ de estrangeiros no Grêmio

Em entrevista concedida ao programa Tudo em Off, com participações do também ex-jogador Luís Mário e dos jornalistas Tomer Savoia e Duda Garbi, o ídolo do Tricolor comentou sobre a onda de estrangeiros que recentemente chegaram ao Grêmio, elogia nomes do elenco e defendeu a chegada de jogadores de outros países. “Acho que depende de cada um, mas é válido. Por exemplo, o Kannemann era um cara mais aberto, queria aprender português, chegava, falava, se enturmava rápido”, comentou Douglas.

Publicidade

O ex-meia ainda foi além e elogiou o antigo colega Mille Bolaños. “Já o Bolaños era tímido, na dele. Mas tem que respeitar. O Bolaños, dentro de campo, jogava muito. Eu adorava jogar com ele, muito inteligente”, revelou o ex-jogador, visto que Bolaños deixou o clube envolto de polêmicas e problemas de ordem pessoal.

Publicidade

Duda Garbi então lembrou de outro equatoriano que chegou ao clube em 2017, o meia-atacante Micky Arroyo. Douglas caiu na gargalhada e contou um fato sobre o jogador que pouco atuou no clube gaúcho. “Em uma semana engordou uns 8 quilos. Só imagino o que comeu”, disparou Douglas, aos risos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade