in

Grêmio tem mudança no estilo de jogo e dirigente ressalta a evolução

Em entrevista, o dirigente Marcos Herrmann comentou que os recentes reforços fazem parte da mudança no estilo de jogo.

(Lucas Uebel/Grêmio)

Desde o início da temporada, após a derrota para o Palmeiras na final da Copa do Brasil de 2020, o presidente Romildo Bolzan já falava em reconstrução no ambiente do Grêmio. Segundo o mandatário Tricolor, seria necessário o clube passar por essa remontada, a fim de alinhar expectativas e alcançar os devidos objetivos.

Publicidade

No mesmo sentido, o vice-presidente de futebol, Marcos Herrmann, também explicou, em entrevista concedida ao programa Show dos Esportes, da rádio Gaúcha, o novo modelo de jogo que o Grêmio pretende adotar para os próximos anos. Segundo ele,  a mudança passa pela contratação dos últimos reforços, como Villasanti, Campaz e Miguel Borja.

De acordo com o dirigente, o Tricolor atualmente vive essa mudança no dia a dia. “Estamos mudando o modelo de jogo, buscando um futebol mais rápido, de transição mais rápida. Foram contratados jogadores para efetivar isso”, comentou Herrmann.

Publicidade

Dirigente destaca retomada do Grêmio no Brasileirão

Após o início ruim na competição sob o comando de Tiago Nunes, Marcos Herrmann admitiu o desempenho abaixo das expectativas no torneio, mas já enxerga no futuro próximo à possibilidade de o clube gaúcho deixar a zona de rebaixamento. “Temos 22 rodadas pela frente. Temos de sair da zona da confusão logo. Estamos nos aproximando. A nossa pretensão é sair o quanto antes”, ressaltou o vice de futebol do clube.

Publicidade

Ainda durante a entrevista, Herrmann comentou sobre o confronto da Copa do Brasil diante do Flamengo. Durante sua fala, o dirigente confirmou que o Grêmio não abandonará a competição, mas destacou que o foco principal é o Brasileirão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade