in

Jogador do São Paulo não aparece no clube há quase 7 meses para tratar lesão; diretoria toma atitude

Clube espera conseguir a rescisão de contrato com o atleta através da Justiça.

FOTO: ÉRICO LEONAN/DIVULGAÇÃO SÃO PAULO

Contratado em 2019 a pedido do técnico Cuca, o atacante Marquinhos Calazans nunca se firmou no time do São Paulo. O clube buscou o jogador no Fluminense em uma negociação que envolveu a ida de Brenner para o tricolor carioca por empréstimo.

Publicidade

Brenner já voltou, fez muitos gols pelo clube no último Brasileirão e já foi até vendido para FC Cincinnati, dos Estados Unidos. Nesse mesmo período, Calazans não fez um gol sequer pelo São Paulo e acumula problemas fora de campo.

O atacante de 24 anos chegou a ser emprestado para o CRB, onde também não fez nenhum gol, assim como na sua passagem pelo Fluminense. No clube alagoano o jogador rompeu os ligamentos do joelho esquerdo, e ao fim do seu contrato de empréstimo, deveria retornar ao São Paulo para continuar a sua recuperação.

Publicidade

Desde o final de janeiro o clube aguarda um retorno do jogador, que não teria dado qualquer satisfação desde então. Calazans tem contrato com o São Paulo até junho de 2022, mas a diretoria já procurou seu departamento jurídico para rescindir com o atleta por conta de sua falta de profissionalismo.

Publicidade

Enquanto isso, Marquinhos Calazans tem ostentado diversas viagens em suas redes sociais. A última citação sobre futebol em seu Instagram foi uma foto treinando pelo São Paulo. A foto foi postada em março deste ano, mas na época o jogador já estava sumido do clube.

Publicidade

Somente nos últimos meses, o São Paulo negociou com Borré, Calleri e Benedetto pois precisava desesperadamente de um atacante para os jogos contra o Palmeiras pela Libertadores. Sem conseguir preencher essa lacuna em seu elenco, o clube foi eliminado perante o rival.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com