in

Grêmio gera novamente sinal de desconfiança após goleada histórica

A goleada sofrida para o Flamengo foi a maior sofrida na curta história da Arena.

(Alexandre Vidal/Flamengo)

Um primeiro tempo para refazer. Um segundo tempo para esquecer. O Grêmio perdeu por 4 a 0 para o Flamengo, em casa, em um dia histórico. Isso porque o clube jamais havia sofrido um placar tão elástico na sua nova casa no bairro Humaitá, em Porto Alegre. Para se ter ideia, os gaúchos sofreram com o resultado pela última vez há 18 anos, mais especificamente em 2003, em derrota para o São Paulo, pela Copa Sul-Americana.

Publicidade

Contudo, apesar dos números negativos que superam o passado, a preocupação mesmo é com o futuro da equipe. Em ascensão nas últimas partidas, após vencer Cuiabá e Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, a diretoria do Grêmio enxerga a dura derrota com ar de preocupação para as próximas rodadas da competição.

Com 16 pontos em 16 rodadas, o Grêmio está a um passo de deixar a zona de rebaixamento, mas, para isso, precisará de uma vitória diante do Corinthians, neste sábado (28), na Arena.

Publicidade

Grêmio liga sinal de alerta após goleada

A ideia era um embate diante do Flamengo para adquirir confiança e ritmo de jogo. No primeiro tempo, o time gaúcho impôs seu ritmo, encaixotou o Flamengo e poderia ter terminado os primeiros 45 minutos na frente do placar, visto que teve oportunidades para isso.

Publicidade

No segundo tempo, porém, o clube decaiu, limitou-se a abrir os espaços e permitiu a chegada do Flamengo. Conforme sofria com os gols de contra-ataque, o Grêmio sucumbia em abrir mais e mais as suas linhas.

Publicidade

Nas redes sociais, o impacto entre os torcedores foi imenso. Na comissão técnica, a dor de cabeça quando o time precisa sacar nomes importantes do time titular e lançar jogadores do banco de reservas foi a sina dos minutos finais.

O cenário de proposição de um jogo ofensivo virou um filme de terror, o qual o Grêmio precisará contornar para afastar-se do fantasma do rebaixamento ao fim das 38 rodadas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade