in

Grêmio ‘joga a toalha’ e vê classificação na Copa do Brasil como ‘inviável’

A derrota para o Flamengo por 4 a 0 abalou o ambiente interno do Grêmio, que vê a classificação como quase impossível.

(Alexandre Vidal/Flamengo)

A derrota por 4 a 0 para o Flamengo não foi bem digerida nos bastidores do Grêmio. Após um segundo tempo para esquecer, o Tricolor, em coletiva de imprensa, por meio de seu vice-presidente de futebol, Marcos Herrmann, praticamente “jogou a toalha” sobre uma possível reação do clube gaúcho na Copa do Brasil.

Publicidade

Com a classificação perdida nos primeiros 90 minutos, o Grêmio admite que deve concentrar forças no Campeonato Brasileiro. Ainda na zona de rebaixamento, o clube precisará contornar os problemas para assim retomar a confiança para dedicar-se ao seu verdadeiro objetivo no ano: deixar o Z-4 do Brasileirão.

Grêmio projeta segundo turno do Brasileirão e ‘desiste’ da Copa do Brasil

Com a derrota acachapante, Marcos Herrmann, em coletiva pós-jogo contra o Flamengo, encarou com sinceridade a futura queda na Copa do Brasil. “A copa do Brasil se tornou praticamente inviável e temos que encarar o brasileiro com absoluta prioridade”, disse. “Nosso grande desafio agora é recuperar o anímico”, definiu o dirigente.

Publicidade

O dirigente elogiou o primeiro tempo da equipe, mas reconheceu que o segundo tempo tudo deu errado, contando ainda com o bom futebol apresentado pelo Flamengo, que acabou dominando o jogo. “Nós realmente achávamos que podíamos ganhar”, assumiu Herrmann.

Publicidade

Apesar de enxergar os pontos positivos na derrota, o dirigente mostrou preocupação com o futuro do Grêmio, sobretudo no Campeonato Brasileiro. “Minha preocupação é com o anímico, não com a qualidade técnica dos jogadores”, afirmou o dirigente.

Publicidade

Neste sábado (28), o Grêmio enfrentará o Corinthians em casa, pelo Brasileirão, em partida que promete ser decisiva para o clube deixar a zona de rebaixamento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade