in

Grêmio usará jogadores do time principal na equipe de transição para dar ritmo de jogo

Com retornos de jogadores, o Grêmio deve usar a equipe de transição para testes de lesionados.

(Lucas Uebel/Grêmio)

O Grêmio terá um longo tempo para pensar, esfriar a cabeça e voltar a trabalhar. Com uma pequena pré-temporada em meio ao Brasileirão, o Tricolor terá 14 dias livres para treinamentos. Assim, o técnico Luiz Felipe Scolari pretende observar jogadores, fazer testes e então utilizá-los no grupo principal.

Publicidade

Para dar ritmo de jogo a alguns jogadores que estiveram afastados nos últimos tempos, o Grêmio projeta reforçar o grupo de transição, que enfrentará o Corinthians na próxima quinta-feira (2), pelo Brasileirão de Aspirantes, com alguns nomes conhecidos do elenco principal.

Em apuração, a GaúchaZH informa que a decisão está tomada pela comissão técnica e apenas um comunicado oficial deve ser lançado aos jogadores que podem ser utilizados para descer à categoria. Os selecionados devem se reapresentar nesta terça-feira (31) junto ao grupo para trabalhar, visando o duelo na quinta-feira. 

Publicidade

O regulamento da competição de Aspirantes estima que cada clube pode utilizar no máximo quatro atletas com idade acima dos 23 anos por partida.

Publicidade

Grêmio tem folga para esfriar a cabeça 

Visando a sequência do Campeonato Brasileiro 2021, o Grêmio entendeu que o momento pede descanso aos atletas, programado para até três dias, a começar de domingo (29). Até a quarta-feira (1º), o grupo deve se reunir para dar sequência ao trabalho, visto que a partida diante do Atlético-MG foi adiada e o clube gaúcho só retornará a campo no dia 12 de setembro, contra o Ceará.

Publicidade

Felipão já adiantou que o grupo de transição deve ser utilizado para observar alguns atletas que não têm tido sequência. “Treinaremos com alguns para o jogo da transição, na quinta-feira, onde queremos observar alguns jogadores que não estão jogando”, destacou o treinador.

Publicidade
Publicidade
Publicidade