in

Matheus Nunes pode deixar seleção brasileira e jogar por Portugal

De acordo com o jornal português A Bola, jogador será chamado para a seleção portuguesa.

Foto Lucas Figueiredo / Instagram CBF

Matheus Nunes, jogador do Sporting, de Portugal, foi chamado por Tite, para jogar os próximos encontros da classificativa para a Copa do Mundo 2022. O meio-campista, de 23 anos, poderia se estrear na seleção brasileira, mas ele foi impedido de viajar pela questão pandêmica. Matheus não está vacinado contra a Covid-19 e o clube ficaria impedido de utilizar o jogador nas próximas partidas, contra o rival Porto e para a Champions.

Publicidade

Matheus Nunes é destaque no futebol português

Porém, segundo o jornal português A Bola, esse poderia não ser o único impedimento. Matheus Nunes foi decisivo na caminhada do Sporting, na temporada passada. O time foi campeão de Portugal, quase vinte anos depois, contando com um elenco de jovens talentos, incluindo o técnico Rúben Amorim, de apenas 36 anos.

Matheus Nunes foi uma das figuras decisivas do campeonato e da Copa da Liga, que o time também venceu. Um ano feliz e que tornou Matheus mais valioso. O jogador nasceu no Brasil, em 1998, mas está em Portugal há dez anos, onde ele fez sua formação no futebol. Agora, o meia tem dupla nacionalidade e ele poderia escolher em qual seleção ele prefere jogar, entre Portugal e Brasil. 

Publicidade

Publicidade

Matheus Nunes vai ser chamado por Portugal

Tite chamou o jogador, tentando evitar que o craque ficasse na seleção de Portugal. Porém, o Sporting impediu a viagem. Como Matheus Nunes não está ainda vacinado, ele precisaria fazer quarentena em seu regresso a Portugal, pelo que ele iria falhar jogos importantes do Sporting.

Publicidade

Por outro lado, o Sporting poderia estar tentando colocar o jogador na seleção de Portugal. Ele não foi chamado por Fernando Santos para esta dupla jornada de qualificação, mas segundo o jornal A Bola, ele será chamado em outubro, para atuar na seleção de Cristiano Ronaldo. Porém, a decisão final caberá, sempre, a Matheus Nunes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade