in

Oferta de R$74 milhões por titular do Grêmio faz diretoria agir prevendo venda milionária no futuro

A diretoria do clube tem se movimentado para garantir uma maior parcela de uma possível venda.

Digulgação/Lucas Uebel + Instagram oficial do Grêmio

A última janela de transferências internacionais movimentou bastante o mercado brasileiro de futebol, concretizando contratações de peso para alguns clubes do país. O Grêmio trabalhou pesado no mercado da bola e trouxe alguns reforços, como Borja e Campaz, visando a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro

Publicidade

No entanto, uma proposta milionária recebida pelo clube gaúcho nos últimos dias da janela ligou um sinal de alerta na diretoria. O Brentford (Inglaterra) fez um proposta de 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 74 milhões) e com pagamento à vista por Vanderson.

O clube inglês também inclui na proposta cerca de 2 milhões de euros (R$ 12 milhões), caso o lateral-direito conseguisse atingir todas as metas de produtividade fechadas com o time. Porém, o presidente Romildo Bolzan preferiu segurar o jogador pelo menos até o fim da temporada. 

Publicidade

Mesmo que tenha sido negada, a proposta tentadora acabou ligando um sinal de alerta para o futuro e levou a diretoria a agir. Segundo Jeremias Wernek, do UOL Esporte, o Grêmio adquiriu mais 20% do passe de Vanderson, detendo 90% do passe do atleta agora. Além disso, o jovem é considerado um dos jogadores mais promissores revelados no tricolor gaúcho nos últimos anos.

Publicidade

Ainda segundo o UOL Esportes, Romildo decidiu recusar a oferta milionária do clube inglês por considerar Vanderson fundamental na luta para escapar da temida zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O jovem também é visto como um promessa futura na Seleção Brasileira, já que o país tem bastante dificuldades para revelar laterais direitos.

Publicidade

O jovem tem contrato com o Grêmio até dezembro de 2025 e possui multa rescisória fixada em 50 milhões de euros. Ainda segundo o UOL, o clube gaúcho espera receber uma nova proposta do Brentford em janeiro, mas aguarda valores maiores para começar as negociações.

Publicidade
Publicidade
Publicidade