in

Após vestir camisa do Flamengo, Ronaldinho Gaúcho tem bens bloqueados e dívidas na Justiça

Ronaldinho Gaúcho sempre foi um atleta muito visado pela mídia, tanto dentro de campo como também fora das quatro linhas, afinal, a vida pessoal de um jogador de futebol do tamanho de Ronaldinho Gaúcho acaba atraindo muita curiosidade do público.

Publicidade

O ex-jogador de futebol, com passagens por vários clubes, como por exemplo: Grêmio, PSG, Barcelona, Milan, Atlético Mineiro e Flamengo está sofrendo problemas na justiça.
Porém, foi em 2012, justamente no ano que Ronaldinho Gaúcho jogou pelo Flamengo, que a Justiça de Porto Alegre entrou em litígio com o jogador devido a danos ambientais causado por uma construção ilegal do jogador.

Briga judicial

A Folha de São Paulo divulgou uma notícia que Ronaldinho Gaúcho estaria com uma dívida de mais de R$ 17 milhões e teve 57 imóveis bloqueados, sendo que quatro deles estão penhorados, pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul pelo não pagamento de uma multa ambiental de R$ 9,5 milhões.

Publicidade

Diante desse turbulento cenário judicial, Ronaldinho Gaúcho está impossibilitado de deixar o Brasil, pois o Ministério Público do Rio Grande do Sul ainda apreendeu seus passaportes, devido ao inquérito instaurado pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente em 2009, causando a apreensão dos passaportes e o bloqueio dos imóveis.

Publicidade

Construção ilegal

Segundo o jornal, Ronaldinho Gaúcho teria cometido alguns danos ambientais na construção de um trapiche de 142 metros sem a licença ambiental, que liga o sítio do jogador ao lago Guaíba. A construção seria de responsabilidade do irmão de Ronaldinho Gaúcho, Roberto de Assis Moreira, e da Reno Construções e Incorporações.

Publicidade

No início de 2012, Ronaldinho Gaúcho e Assis não foram encontrados para cumprir uma pena determinada pela justiça, que era a demolir o imóvel. Com isso, Ronaldinho acumulou R$ 7,8 milhões em protestos em três cartório de Porto Alegre, e mais uma cobrança de R$ 793 mil pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Ronaldinho Gaúcho discordando das acusações, entrou com um recurso para recuperar seus documentos que foram apreendidos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Fernando Goulart

Sou estudante de Direito e um apaixonado por escrever.