in

Brasileirão Série A: conheça as principais armas de Atlético-MG e Cruzeiro para o clássico

Atlético-MG e Cruzeiro irão protagonizar mais um grande clássico neste domingo, 04 de agosto, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série A. O duelo acontecerá na Arena Independência e será fundamental para as ambições de ambas as equipes. O Radar Esportes traz algumas informações sobre os rivais mineiros e suas principais armas para alcançar o triunfo no clássico. Confira!

Publicidade

Atlético-MG

O Atlético-MG já enfrentou o Cruzeiro em algumas oportunidades na atual temporada, no entanto, acabou perdendo o título do Campeonato Mineiro e também foi eliminado na Copa do Brasil.

O técnico Rodrigo Santana, oficialmente efetivado no cargo durante a pausa da Copa América, já definiu sua estratégia para tentar superar o rival. Quando disputava o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, o Galo teve boa atuação e jogou de forma bastante ofensiva, conquistando uma boa vitória por 2×0. O comandante terá novamente a torcida ao seu favor e aposta novamente em um estilo de jogo ofensivo e de pressão em cima do adversário.

Publicidade

O meio campista Cazares, de 27 anos de idade, vive bom momento e boa parte do desempenho ofensivo do time dependerá de como o jogador estará atuando na partida deste domingo. Uma boa atuação do camisa 10 poderá transformar a posse de bola da equipe em chances reais de gol.

Publicidade

Ricardo Oliveira, centroavante titular do Atlético-MG nesta partida, vive grande seca de gols e vem sendo contestado pela torcida. Voltar a marcar gols, justamente no clássico, poderá ser um divisor de águas para o artilheiro do Galo.

Publicidade

Cruzeiro

O Cruzeiro passa por um momento conturbado na temporada e, além de estar na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, também sofreu uma dura eliminação na Copa Libertadores, diante do River Plate, em partida disputada no Estádio do Mineirão.

Assim como foram nos clássicos da Copa do Brasil, o time deverá apostar na explosão física de Pedro Rocha para puxar os contra-ataques e tentar balançar as redes do rival.

Jogando fora de seus domínios, o time mineiro também deverá contar bastante com o bom entrosamento de seu forte sistema defensivo. Dedé, Léo, Orejuela e Dodô serão os defensores e encarregados de reduzir as ações do ataque atleticano que, caso consiga criar boas oportunidades, ainda terá de superar o goleiro Fábio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade