in

PSG tem condição única para Neymar sair

Neymar continua afastado do PSG. O jogador brasileiro ainda não está sendo opção para Thomas Tuchel e, ao que parece, ele faz muita falta para sua equipe. Muitas pessoas contestam a Liga francesa, falando que o PSG está muito acima, por seu orçamento, e que os outros times não fazem concorrência para eles. Porém, esse final de semana, ficou bem provado que, como falava Cruyff, o dinheiro não ganha jogos de futebol. E o Rennes, com um orçamento infinitamente menor que o PSG, ganhou 2 a 1. 

Publicidade

PSG sofrendo sem Neymar

Um time que jogou com Mbappé, Di María e Cavani no ataque fez somente um gol no Rennes, que depois de ganhar a Copa, na temporada passada, levou novamente a melhor sobre os parisienses. Dessa vez, foi a valer para a Liga e o PSG sofreu sua primeira derrota da temporada, em mais uma partida sem Neymar.

Continuam muitas dúvidas sobre o futuro de Neymar. O jogador estaria se declarando à revelia do PSG, tentando forçar sua saída. Ao que parece, o jogador nem quer jogar com seu time, para que eles facilitem sua saída, nesse mercado. 

Publicidade

Porém, as negociações não estariam fáceis. Desde o início desse mercado que vem se falando que o astro brasileiro prefere o Barcelona, mas a verdade é que ainda nada aconteceu. O Real Madrid também estaria na corrida pelo jogador e até a Juventus já foi falada como uma possibilidade. 

Publicidade

Tuchel exige solução: ou Neymar ou outro craque

Porém, o certo é que Neymar continua em Paris, e sua carreira está mais estagnada do que nunca. O jogador nem seria mais desejado por seus torcedores, que vaiaram ele no primeiro jogo da temporada, no Parque dos Príncipes, mas o treinador Thomas Tuchel tem uma ideia bem diferente. 

Publicidade

No final da partida com o Rennes, o treinador alemão falou novamente sobre Neymar e ele tem apenas uma certeza sobre toda essa situação. É que para o jogador ir embora, o time vai precisar buscar um revezamento para ele. Tuchel admitiu que o time sente falta do jogador e que uma perda de um craque como o brasileiro precisa ser compensada, o que até agora não aconteceu. 

“O Neymar não pode sair se não houver uma contratação. Quando se perde um jogador como ele, não é possível que isso aconteça sem ser substituído. Precisamos de alguém capaz de ganhar duelos no um contra um”, revelou Thomas Tuchel, que deixa uma exigência bem séria para sua diretoria. É que se o treinador perder Neymar, ele vai precisar de um novo craque em seu lugar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade